Newsletter

Cadastre-se e receba novidades da AACC-MT

Imprensa

AACC-MT repudia post de deputado, vê viés político e nega ter levado calote

15/07/2019 às 13:04

AACC-MT repudia post de deputado, vê viés político e nega ter levado calote

 Associação de Amigos da Criança com Câncer de Mato Grosso (AACC-MT) emitiu nota de repúdio, nesta sexta (12), as declarações do deputado estadual Sílvio Fávero (PSL). Em suas redes sociais, o parlamentar disse que a Prefeitura de Lucas do Rio Verde (a 354 quilômetros de Cuiabá) teria se negado a entregar dinheiro pertencente à instituição.


Por meio de nota, a associação garante que Fávero, que já foi vice-prefeito da gestão de Luiz Binotti, que o parlamentar utilizou documentos da entidade por interesses políticos, prejudicando pessoas que necessitam de ajuda.

O imbróglio teve início após Fávero fazer uma publicação em seu Facebook, nesta quinta (11), na qual afirma ter recebido documentos que apontam que o MC Donalds entregou, no primeiro semestre do ano passado, 900 lanches para a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, como forma de doação para a AACC.

Desta forma, o dinheiro arrecadado com a venda dos alimentos, aproximadamente R$ 15 mil, deveria ser repassado para a entidade beneficente. A AACC-MT informa ainda, por meio da assessoria de imprensa, que a Prefeitura de Lucas repassou o recurso há cerca de 10 dias, após o fim da prestação de contas sobre o valor arrecadado.

No entanto, segundo a publicação do parlamentar, a prefeitura não repassou o valor até hoje para a associação. “Tenho em mãos, e-mails, ofícios e fotos. Fotos, inclusive, do Prefeito da cidade de Lucas tiradas durante o evento”, escreveu o deputado.

Fávero afirmou que irá repassar os documentos para o Ministério Público Estadual (MPE) para que a situação seja apurada. “Este caso poderia cair no esquecimento, ficar por isso mesmo, mas não irei descansar enquanto não houver uma investigação. É inadmissível que uma empresa seria como o MC Donalds faça uma doação e o resultado desta ação acabe não beneficiando a Associação beneficente por conta de incompetência ou má gestão”, disse o parlamentar.

O parlamentar afirmou que crianças com câncer e toda a população de Lucas do Rio Verde participaram da ação e criticou Binotti. A entidade, por sua vez, reclama que o parlamentar utilizou ofício sem autorização e envolveu indevidamente o nome do Instituto Ronald e da Campanha McDia Feliz.

“Inesperadamente, o ofício foi usado para atacar o prefeito e colocou em risco a campanha da instituição que arrecada recursos para os tratamentos de cerca de 500 crianças e adolescentes carentes acometidos com câncer” AACC-MT''.

Os representantes da AACC-MT disseram que foram à Assembleia, no fim do mês passado, para pedir a liberação de um terreno para construir uma sede própria para a entidade do município. Na reunião, segundo membros da associação, Fávero se apresentou como vice-prefeito de Lucas, cargo que deixou desde que assumiu a cadeira no Legislativo.

Ainda conforme a AACC, ele pediu para ter acesso a um ofício que tratava sobre o pagamento dos quase R$ 15 mil referentes ao MCDia Feliz realizado em Lucas do Rio Verde. Na época, o valor ainda não havia sido repassado pela prefeitura.

“Inesperadamente, o ofício foi usado para atacar o prefeito e colocou em risco a campanha da instituição que arrecada recursos para os tratamentos de cerca de 500 crianças e adolescentes carentes acometidos com câncer”, diz trecho da nota da AACC.

Depois da publicação do parlamentar, a AACC-MT encaminhou ofício a Fávero, pedindo que a publicação fosse retirada do ar. Porém, segundo a associação ele se negou a excluir o conteúdo. “O deputado preferiu garantir a estratégia política e prejudicar as crianças e suas famílias”, diz nota da associação. Até o momento, as publicação sobre o assunto continuam disponíveis nas redes sociais do deputado. Até a publicação desta matéria a prefeitura não comentou o assunto.

Fonte: RD News

e-box - Sitevip InternetSitevip Internet